sábado, 10 de abril de 2010

Deuteronômio 28. 1-2 X A Teologia da Prosperidade- Afinal, o que determina a bênção de Deus sobre nós?

"E Será que, se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, tendo o cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu te ordeno hoje, o Senhor, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra. E todas as bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do Senhor, teu Deus."
Deuteronômio 28.1-2


O Senhor Deus, após entregar todas as suas ordenanças ao seu povo, impôs condições para que eles recebessem ou não as suas bênçãos, Ele afirmou que todas as bênçãos que Ele segue listando até o versículo 14 do mesmo capítulo, alcançariam o povo; Ele não disse que se esforçassem correndo atrás das bênçãos, mas que eles apenas, APENAS teriam que obedecer à Sua voz; e naturalmente, as bênçãos que Ele mesmo já havia determinado para cada um deles, os alcançariam. Quantas vezes o povo de Israel havia deixado de receber as bênçãos de Deus porque se rebelava contra Deus, murmurando e querendo voltar ao Egito. Daí a razão pela qual demoraram quarenta anos andando em círculos no deserto sem tomar posse da Terra prometida. Mas quando o povo se humilhou diante de Deus, Este usou a Josué para os fazer tomar finalmente posse da Terra Prometida (os descendentes daqueles que murmuraram).
Deus sempre tem bênçãos para nos dar. A questão é que muitas pessoas hoje em dia, especialmente alguns Líderes cristãos tem confundido tudo acerca das Promessas de Deus para nós e acerca da Sua Soberania. Deus não está subjugado ao homem, mas pelo contrário, o homem deve reconhecer que está abaixo da Soberana Vontade de Deus em abençoar a quem Ele deseja abençoar. Vale também lembrarmos que nem sempre a prosperidade financeira determina a Bênção de Deus na nossa vida. DEUS DÁ A PROSPERIDADE FINANCEIRA A QUEM ELE QUER. Quantos servos do Senhor na Bíblia, foram servos obedientes e extremamente abençoados (prósperos); verdadeiros instrumentos de Deus para abençoar a tantas vidas, e no entanto, não tiveram prosperidade financeira, e muito menos gozaram sempre de plena saúde (II Rs 13.14; II Rs 13.20-21).

Alguns dizem que se eu ou você estivermos doentes, só pode ser por causa de algum pecado. Mas não entendem que Deus permite que os seus servos também passem por tribulação. Jesus disse enquanto estava aqui: "No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo: Eu venci o mundo." (Jo 16.33) Devemos entender que a prosperidade que Deus tem para dar não é apenas financeira, mas PRINCIPALMENTE a espiritual, através da qual seremos plenos mesmo em ausência da financeira; o que não acontece ao contrário.

Quantos têm colocado o seu coração no dinheiro e tem se afastado de Deus! Quantos têm passado a priorizar a bênção e não ao Abençoador, antes o tem como uma maquininha de bombons, na qual basta colocar uma moeda para que libere uma quantidade enorme de bombons! Misericórdia!

Muitos tem deixado de buscar a Deus em sua essência e plenitude para estar correndo atrás de prosperidade financeira. Penso que estas pessoas vêem a Deus como um Ser que tem as mãos cheias de dinheiro para entregar a quem também lhe der dinheiro. Isso é um tanto quanto incoerente. Deus é na verdade o dono do ouro e da prata. Ele quer dizer que nada que o homem venha a lhe ofertar vai ser algo que Ele não possui ou algo de que precise. Ele apenas ordenou que se devolvesse o dízimo de tudo tanto porque através disso Ele prova a nossa fidelidade para com Ele, mesmo nas pequenas coisas; quanto por uma questão de sobrevivência da sua Obra num mundo que funciona à base de dinheiro. Como poderia uma igreja sobreviver sem pagar água, luz, zelador, etc.? Mas Deus, em si, não necessita de coisa alguma que o homem possa lhe oferecer; mas pela sua Misericórdia, ELE ACEITA OU NÃO o nosso louvor, o nosso culto, a nossa oferta, a nossa oração. Alguns tem a ideia de que se "deu" o Dízimo, entregou ofertas alçadas, está em dia com Deus; estas pessoas tem tido uma visão totalmente distorcida do que é na verdade adorar a Deus, glorificá-lo com o seu viver como um todo.

É um absurdo o tipo de mensagens que temos ouvido em rádios e em Televisão, as quais levam multidões a desenvolver este tipo de visão acerca do que é servir a Deus. Eles passam a ideia de um Deus que quer que você pegue todo o dinheiro que está guardando para uma eventual enfermidade, ou outro tipo de emergência, o dinheiro de pagar a Faculdade, e dê todo como uma semente num desafio onde você dá R$1000,00 e recebe milagres garantidos sem o seu dinheiro de volta, caso não ocorra.

Fiquei estarrecida ao assistir hoje pela manhã no Programa do Pr. Silas Malafaia (o qual sempre admirei na época em que ele mesmo pregava contra esta teologia distorcida; porém, nos últimos anos mudou a essência da sua pregação, passando a adotar o apelo da teologia da prosperidade para manter o seu programa no ar e expandi-lo para todo o mundo. Logo abaixo desta postagem você poderá ver um vídeo que mostra bem isto que acabei de afirmar aqui); assisti a visita do Dr. Mike Murdock, o qual dizia : " Um milhão de pessoas irão ouvir o Evangelho por causa da semente que você vai lançar hoje: R$1000,00." Sinceramente, se é para este tipo de Evangelho, que centraliza o dinheiro e não a Pessoa do Senhor Jesus se propague, eu aconselho a todos que não ofertem. Além disso, ele falou:" Por causa da sua semente de Mil Reais, VOU LIBERAR 3 MILAGRES PARA A SUA VIDA: Até o final do ano, todas as pessoas da sua família vão ser salvas;Vou pedir ao Espírito Santo que traga de volta sete vezes mais o que foi tirado de você pelo inimigo; Alguém que é capaz de abençoar a tua vida, vai sair das sombras da tua vida e vai escolher ajudar você." Agora me respondam, meus caros leitores: Quer dizer que se estas pessoas (que estão ansiosas por prosperar) derem tudo aquilo que possuem, mesmo que não tenham uma vida de arrependimento, de consagração, de obediência e de adoração ao Senhor, serão obrigatoriamente prósperas, e Deus será obrigado pelo Dr, Mike Murdock a salvar todos os seus familiares até o final de 2010? Sinceramente, por acaso Deus é empregado nosso ou Ele é Soberano e nós os seus servos? Ele é manipulado pelo homem para satisfazer o seu próprio bem-estar ou Ele é aquele que tem misericórdia de quem Ele quiser ter Misericórdia?  "[...] e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer." (Êxodo 33:19 b).

Amados leitores, Deus não precisa desse tipo de barganha para agir sobre a minha e a tua vida; Ele apenas quer que derramemos o nosso coração diante Dele, que passemos a viver uma vida de completa obediência, buscando a Paz e a Santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; e vivendo desta forma, as bênçãos virão, naturalmente, no tempo do nosso DEUS SOBERANO E TODO-PODEROSO. Poderemos então, orar segundo a sua vontade ter nossas orações respondidas segundo a Sua Soberania. A oração jamais pode ser um instrumento pelo qual eu ou você exigimos algo de Deus, muito menos coisas que não são essenciais, e sim, que servirão apenas para satisfazer o nosso Ego, nosso bel-prazer. Nossa oração não deve conter palavras de comando para Deus, tipo: "Eu decreto!" "Eu determino!" "Eu não aceito!" "Se o Senhor não fizer, eu rasgo a minha Bíblia!" (irmão, o problema não está na Bíblia, mas nas interpretações particulares que muitos tem feito das Palavras dela, como o Apóstolo Pedro já nos alertou : "Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo." (2 Pe 1.20-21). Mas, pelo contrário, a nossa oração deve conter palavras como: "Deus Soberano, cumpre a tua vontade e não a minha." (segundo o exemplo do próprio Filho de Deus -Lc 22.42); ou "Senhor, se tu planejaste isso para a minha vida sei que no teu tempo se cumprirá, (Ec 3.1) mas enquanto isso; quero viver uma vida que te agrade em todos os aspectos, sem estar ansioso por prosperidade financeira; pois a tua Palavra diz que devemos buscar em primeiro lugar o teu reino e a tua justiça." (Mt 6.33.) O Apóstolo Paulo nos diz: "Tendo o que comer e com que se vestir, estejais vós contentes." (I Tm 6.8-11); Habacuque diz: "Ainda que a figueira não floresça (...) e nos campos não produzam mantimento, e que nos currais não haja vacas; todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor é a minha força." ( Hc 3.17-19); Paulo torna a dizer: "Tudo posso naquele que me fortalece." (Fp 4.12-13) E quando ele afirma isto, lendo todo o contexto descobrimos que ele não quer dizer "Se Deus está comigo, terei tudo o que eu quiser"; mas diz: "Tenho total condição de viver bem na fartura ou na escassez: Deus está comigo e será suficiente em mim acima das circunstâncias."

Mas eu dou graças a Deus porque esse tipo de pensamento contrário às Escrituras. não tomou a mente de todos os pregadores e Líderes. Conseguimos encontrar outros servos de Deus que não seguem esta vertente, como o Pr. Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus do Braz, que em sua pregação no programa transmitido logo após o Programa Voz da Verdade no mesmo canal (RedeTV) criticou esse tipo de pregação. Ele foi muito firme ao dizer veementemente no púlpito da sua Igreja: "Não deixe de pagar as suas contas para ser um super ofertante. Eu não quero que nenhum crente da Assembléia de Deus do Bráz sendo caloteiro para poder ofertar, dando tudo o que tem para receber bênçãos de volta. Sei que estou indo contra "enes" pessoas que tem pregado esse tipo de mensagem por aí no Rádio e na TV (...)" Pr. Samuel Ferreira 10/04/10 no programa da Rede TV.

Veja este vídeo com pregações antigas do Pr. Silas, antes de embarcar nesta onda de Teologia da prosperidade.Ao final,podemos ouvir até umas risadas. Mas não hámotivos para risos aqui, e sim, para choro e clamor a Deus!

Sei que ainda há muitos Líderes, dentre todas as Igrejas genuinamente cristãs que não têm se deixado envolver por essa Teologia; cristãos que verdadeiramente se esforçam para levar o Verdadeiro Evangelho de Cristo a todos aqueles que os ouvem. JESUS CRISTO é o Centro da Bíblia, tudo o que está revelado na Bíblia aponta para ELE, Ele é o nosso maior exemplo, quando disse: " [...] O Filho do homem não tem sequer onde reclinar a cabeça" (Mt 8.20); "Onde estiver o vosso tesouro, ali estará o vosso coração." (Mt 6.21); "Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisa vos serão acrescentadas." (Mt 6.33).
Concluo deixando o Vídeo do Hino "Bendito Serei" de Nani Azevedo para que os irmãos meditem, pois ele diz exatamente o que o Senhor diz em Deuteronômio.





















Você pode gostar também de:
A verdadeira Religião


2 comentários:

ALIANÇA disse...

salvação ñ se vende, e mais desse jeito! tá muito caro!!

zearmandooldman47@gmail.com disse...

eu anseio por esta grande verdade biblica. AMEI.Abraços PAZ!

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...