quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Arrependimento e restauração: Não temas,ó, bichinho de Jacó, povozinho de Israel, eu te ajudo!

"Não temas, ó bichinho de Jacó, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu redentor é o Santo de Israel." (Isaías 41.14)

Vivemos dias em que a igreja de modo geral encontra-se apática e infrutífera, o esfriamento espiritual já predito pelo Senhor Jesus quando este se referia ao começo das dores, o começo do fim já pode ser claramente sentido no meio dela. O maior fator que contribui para este esfriamento, não diferente do fator que afetou também o povo de Israel, é o pecado, e não há como negar esta verdade. Muitos, infelizmente têm se apoiado no fato de que Deus é amor, e de que sempre perdoa para apoiar os seus próprios erros e desejos de pecar, e suas frequentes "quedas" (não que exista super crentes que não pecam; mas devemos viver em temor e sabermos que com Deus não se brinca). Ele nos chamou para sermos santos, separados para o louvor da sua glória, mas temos nos desviado constantemente dos seus preceitos, deixando a vida cristã prática, quando deveríamos lutar para deixarmos de ser cristãos meramente nominais, dos quais as igrejas estão abarrotadas, infelizmente. Deus é misericórdia e amor, certo? Certo! Mas Deus também é, não em menor proporção ou em uma ordem posterior de intensidade, mas na mesma medida e ao mesmo tempo, Justiça! Ele ama a retidão, e deseja que aqueles que se chamam por seu nome, andem de modo digno de alguém que leva este nome; como um arauto que leva um decreto do Rei, selado com o seu anel real, o qual deve representá-lo diante do povo e transmitir com fidelidade a sua vontade, sem tirar nem pôr. A igreja de nossos dias tem perdido a visão do alvo, tem fixado o seu olhar em outros objetivos, como por exemplo, a ênfase na prosperidade a todo o custo (ou você prospera ou das duas uma: Ou você está em pecado ou Deus não é Deus). Muitos crentes estão vivendo e achando que são miseráveis porque não prosperam, achando que não são verdadeiros cristãos porque nem tudo sai como planejaram lá na sua empresa, ou lá no seu trabalho. Outros procuram ostentar templos monumentais, ou ainda uma roupagem patriarcal, dizendo-se superiores e dignos de honras; líderes famosos começam a se degladiarem para ver quem conquista mais investidores para as suas igrejas-empresas, que são mais instituições com fins lucrativos do que meramente igrejas. As pessoas estão muito ocupadas com o seu próprio umbigo para se preocuparem umas com as outras. Já é coisa rara encontrar igrejas que seguem o exemplo da igreja primitiva, a qual caia na graça de todo o povo, e que recebia mais e mais convertidos que buscavam juntar-se a ela para adorar simplesmente ao Messias ressurreto, e não para buscar o seu sucesso financeiro. As pessoas quase não oram mais, pouco lêem a Bíblia, mas um objetivo continua de pé: querem ter vitória! Cantam, choram, se ajoelham, outras até se descabelam, pulam, rodopiam, mas suas vidas estão vazias da presença de Deus. Pois não se vêem frutos viçosos e permanentes a partir de suas pregações, mas apenas plantas sem raíz, sem vida, exceto algumas raridades. Fomos alcançados por Deus, mas estamos vivendo para nós mesmos, não para Ele. Tudo isso são sintomas de derrota e humilhação; não porque não temos riquezas e sucesso, mas porque os nossos olhos estão fitos nessas metas; sintomas de humilhação porque estamos tão ocupados que não temos tido tempo para evangelizar; sintomas de humilhação porque estamos despercebidos quanto a uma vida de constante oração e leitura e meditação na Palavra de Deus; sintomas de humilhação porque temos sido derrotados muitas vezes pelo pecado, pela carne, pelo mundo, pelo diabo. Mas Deus nos mostra em sua Palavra, não poucas vezes, que é o maior interessado em que sejamos restaurados. O povo de Israel quase foi reduzido a nada, por causa da sua própria desobediência, mas o remanescente que restou, buscou ao Senhor, e o Senhor os ouviu, e os restaurou e os abençoou; e ainda, prometeu que estaria com eles e que os ajudaria. É importante lembrarmos de que a restauração sempre é precedida pelo arrependimento e pela busca do perdão de Deus, lemos isso na história de Israel.


Israel tinha o privilégio de ser o povo escolhido por Deus para ser santo e testemunhar do Deus único, vivo e Senhor Todo-Poderoso diante das Nações pagãs, porém, em muitos momentos da sua história podemos perceber Israel indo por outro caminho, indo após ídolos, abandonando o Senhor e afastando-se da comunhão com Ele. Observamos também o profundo amor e a fidelidade de Deus para consigo mesmo e para com a Aliança que havia firmado com Abraão, Isaque e Jacó. Especialmente no livro de Isaías, onde este é levantado como Profeta em meio a um período crítico, quando aquele povo estava totalmente corrompido mas insistia em continuar se apresentando diante do Senhor como se nada estivesse acontecendo.
Deus mostra ao seu povo que ele estava pecando e desagradando de tal forma o seu coração , que chega a compará-lo a Sodoma e Gomorra (Is 1.10)- cidades que foram totalmente extirpadas pelo fogo do juízo de Deus por causa de suas abominações (Gn 18.16-19.29). Sodoma e Gomorra, em sua época, não foram dignos de receber outra chance; e Israel não estava em situação muito diferente; Deus deixou isto bem claro através do Profeta, quando profere uma palavra de juízo para o seu povo, o qual, conhecendo ao Deus vivo, não foi fiel, não foi verdadeiramente Servo do Senhor (Isaías 1.10-17). Por causa de seu próprio pecado, Israel passou por muitas situações de humilhação diante de outras Nações, especialmente neste período, diante do Império babilônico, onde permaneceu em cativeiro durante setenta anos a fio. Porém, Deus permitiu que tais coisas sucedessem ao seu Povo para que ali ele pudesse ser tratado. Dez tribos desapareceram no ano de 722 a.C., e Judá foi quase destruída em 587 a. C., deixando apenas um resto inexpressivo, que mais tarde voltou da Babilônia para reconstruir Jerusalém. O remanescente foi aquele que permaneceu no Senhor, mesmo distante do seu lugar, sofreu, mas perseverou, o braço do Senhor os trouxe de volta a restaurar aquilo que havia ficado para trás. O amor e a misericórdia de Deus proporcionou esta bênção para o seu povo que agora estava em número bem reduzido. Israel que havia servido de "peteca" entre os Impérios rivais do oriente, agora ouvia da boca do Senhor a frase: "Não temas, ó, bichinho, ó, vermezinho de Israel; eu te ajudo!" O povo estava reduzido? Estava! Estava em aparente desvantagem diante daqueles que olhavam para ele? Com certeza! Mas aquele remanescente tinha ao seu lado o Deus Todo- Poderoso, que apesar dos erros do seu Povo, quis dar-lhe novamente a oportunidade de voltar a seu lugar e restaurá-lo para a glória Daquele que já o havia determinado. A Fidelidade de Deus a si mesmo e aos seus decretos fez com que estendesse a Israel uma segunda oportunidade.

Oh, como é maravilhoso sentirmos o amor de Deus sobre as nossas vidas! Como nós, não poucas vezes temos sido infiéis, assim como Israel e entristecido ao nosso Pai amoroso! Muitas vezes estamos vivendo em uma situação de humilhação, digo isto, não em se tratando de finanças, pois não é este o meu foco aqui, mas digo em questão espiritual mesmo. Quantas vezes estamos caídos, fracos, feridos e cheios de ódio e falta de perdão, ou temos buscado glórias humanas ao invés de buscarmos direcionar toda a glória para aquele que é digno (Deus); quantas vezes estamos cheios de orgulho e de soberba, cheios de nossa intransigência e inflexibilidade diante do agir do nosso oleiro, querendo muitas vezes, até indagar o que é isto que Ele está fazendo, quando nada somos, a não ser um caco entre outros cacos. Quando deveríamos nos dobrar e nos quebrantarmos ao seu moldar, muitas vezes estamos murmurando, pecando contra Deus e exaltando ao diabo. Nós mesmos nos colocamos nesta situação, pois Deus diz através do Profeta Jeremias: "De que se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um de seus próprios pecados." (Lm 3.39)
Nós somos os culpados da nossa situação de miserabilidade. Às vezes, mesmo sendo cristãos, nos esquecemos de viver a Palavra de Deus e aí a fé esmaece, e as tentações encontram abrigo em nós, o assédio do pecado já não precisa ser tão forte, pois estamos mais vulneráveis e assim, cedemos mais facilmente a ele. Por isso, muitos deixam de evangelizar, deixam de testemunhar acerca de Cristo, deixam de perdoar e assim, as igrejas ficam abarrotadas de crentes nominais, doentes e infrutíferos, que não sentem sequer compaixão pelas almas que estão perecendo no mundo. E é isso que alegra o diabo. Jesus disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra a sua igreja, é verdade. Mas esse texto muitas vezes não tem sido bem interpretado, Jesus quis dizer: "Quando a minha igreja avançar contra o inferno, as portas dele não prevalecerão." Mas, se permanecermos enfermos não teremos força nem poder para avançar. É necesário que haja em nós um despertamento e avivamento, primeiro pessoal, e a partir deste, o mesmo acontecerá de forma geral, para que possamos agir mediante o que Deus já nos garantiu. Não somos dignos, mas aprouve a Ele nos escolher para ser o Israel de Deus, o Israel espiritual, circuncidados no coração, como disse o Apóstolo Paulo em Fp 3.3. e isto traz sobre nós a grande responsabilidade de testemunharmos dEle diante do mundo.
O Deus Todo-Poderoso é Fiel aos seus decretos, e disse a Abraão que nele seriam benditas todas as Nações, todas as famílias da terra, ele falou através dos seus profetas que iria atrair com amor eterno muitas nações, aqueles que não o conheciam, que nunca ouviram falar dele. Aleluia! Eu e você, gentios (não-judeus) fomos escolhidos pelo Senhor também, Ele quis ter misericórdia de nós, mesmo quando éramos seus inimigos, e mesmo não havendo nada de bom em nós. Ele nos tirou do lamaçal do pecado, nos lavou no sangue do Cordeiro, morto antes da fundação do mundo em nosso lugar, nos selou com o Seu Santo Espírito para a salvação, o que nos garante estarmos com Ele para sempre; bênção esta que nada e nem ninguém pode nos arrancar jamais.
Mesmo quando estamos nos sentindo um resto, um povinho tão pequeno, tão incapaz, tão impotente, Deus nos diz: "Não temas, ó, bichinho de Jacó, eu te ajudo." Ele está comigo. Ele está contigo, meu irmão! Não temas! O Deus que restaura e usa o seu povo e que venceu os midianitas com os trezentos de Gideão, é o mesmo que está conosco. Com Ele somos a maioria. O inferno não é pário para nós. Ele é astuto, é sagaz, é sutil, é atrevido, mas em Cristo somos mais que vencedores! Basta nos fortalecermos em Deus, orarmos e jejuarmos, a vitória é do povo de Deus. Não há demônio que suporte o poder de Deus na minha e na tua vida! Não podemos recuar, precisamos avançar, como Cristo ordenou. O tempo está próximo. O nosso Senhor está às portas, não devemos nos apresentar diante dEle de mãos vazias. Somos poucos e pequenos? Temos à nossa frente e ao nosso lado o Todo- Poderoso! Sozinhos realmente não faremos nada, mas em Deus faremos proezas! Ele nos faz cavalgar sobre as nossas alturas, Nele somos capazes de combater e resistir a todo o mal que se levante contra nós. Como diz esta reflexão, deixemos todo embaraço do pecado e nos acheguemos a Deus, busquemos o seu perdão e restauração, sejamos sarados pelo Senhor; e só então, estaremos novamente aptos para a obra que Ele tem a realizar através de nós. Não há outra forma de o povo cristão marchar em vitória, a não ser de joelhos em humilhação e adoração ao seu Deus e Mestre! Ele, o nosso Redentor continuará falando ao nosso ouvido em suave murmurar: "Não temas, ó, bichinho, ó, vermezinho de Israel, eu te ajudo!"

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique nos temas e leia os Artigos!

1º de Abril dia da mentira a corrida dos sapos a cura de naamã A história da hermenêutica A história de Jó a importância dos estudos A mentira a Missão da Igreja A morte à luz das Escrituras A obra da salvação a paixão de Cristo e seu significado A Parábola do Bom Samaritano a pessoa de Cristo a pornografia A segunda vinda de Cristo a verdadeira Fé A verdadeira Paz A verdadeira religião A volta de Jesus Adoração alerta aos pais Ambição antropocentrismo Aplicativo gratuito para celular Aplicativo para celular Smartphone e Tablet Aplicativo sobre missões Apocalipse Apologética Arrependimento As pulseiras do sexo aspectos pecaminosos das culturas Ataxia SCA3 atualidades batalha espiritual Biografia de Jesus boato eletrônico Bíblia Carta à igreja de Éfeso Casamento Casamento gay castigo e recompensa divinos catástrofes ambientais Chuvas no Rio de Janeiro coletânea de ditados populares comentário bíblico comentário de João 10.1-18 Como conviver com doenças genéticas Comunhão com Deus confiança em Deus consciência ambiental coragem crescimento do número de evangélicos no Brasil cristianismo autêntico cristologia nos livros da Bíblia Culto cultura e pecado Céu Deixe o seu pedido de Oração Derrota do Brasil nas Quartas de Final da Copa de 2010 descanso em Deus desigrejados Deus Devocionais Dia 1º de Abril Dia da Bíblia Dia da mentira Dilma diz que nem Jesus lhe tira a vitória Disciplina na igreja Disparidade Social Disposição disposição para o trabalho ditados populares ditadura Gay DMJ-SCA3 Doenças genéticas hereditárias downloads Drogas drogas o mal do século eclesiologia economia da Trindade Edificação da Igreja Educação Eleições Encorajamento Esboço Wayne Grudem Estatísticas da Tradução da Bíblia Estrelismo gospel estudos bíblicos Estudos bíblicos sobre sexualidade sexo e casamento estupro- de quem é a culpa? eu não mereço ser estuprada Evangelho Integral evangelismo exposição na internet exposição no Facebook Falsos pregadores família Feliz Ano Novo Feliz ano novo conectado na Bíblia Feliz Páscoa feminismo festas culturais com roupagem gospel fidelidade na pregação folclore Frase vencedora de um Congresso sobre a Vida Sustentável Frases de pensadores frases de teólogos frases evangélicas Frieza espiritual Fé em meio à crise gospel e a mídia Gratidão Habacuque 3.19 heresias hermenêutica hoax homilética homossexualidade homossexualismo Humildade I IEC-João Pessoa idolatria gospel igreja Reformada Implicações da Reforma Protestante indagações humanas inferno Informação do Blog Injustiça Social Inspiração da Bíblia Integridade internet interpretação bíblica JesuCristo Hombre Jesus morreu por todos? Jesus não precisa de marketeiros Jo 15.14 jovens jovens cristãos João 10.1-18 justificação Lei da Homofobia Leitura da Bíblia Leitura programada da Bíblia lixo televisivo lixo virtual machismo Martinho Lutero materialismo Mensagens de Páscoa mensagens sobre o ano novo mensagens sobre o Natal Meu barquinho Giselli Cristina missiologia Missão Integral missões Missões Urbanas mordomia cristã Médico Jesus música gospel na mídia Natal Notícias atuais notícias do site portas abertas Novo Kit gay Novo Nascimento Não temas Número de cristãos evangélicos do Brasil O Anti-Cristo O arrebatamento da Igreja O caráter de Deus O cego Bartimeu O cego de Jericó O contrabandista de Deus O cristão e as Eleições O cristão e o Meio Ambiente o culto agradável ao Senhor o diabo existe O Evangelho de Cristo O fruto do Espírito o joio e o trigo O juízo Final o mundo a carne e o diabo O Pecado o pecado da homossexualidade o que a Bíblia fala sobre o sexo O Ser de Deus o ser humano é um ser insaciável O Tráfico e o uso de drogas o uso do Crack O Verdadeiro Evangelho de Cristo O verdadeiro sentido da Páscoa O verdadeiro sentido do Natal obediência a Deus Omissão Oração Orgulho Os atributos de Deus Os mais acessados Conectadhttp://www.blogger.com/img/blank.gifo na Bíblia Os melhores artigos de 2010 os perigos da internet Os Professores e o estresse Os temperamentos ovelha perdida Palavra de Deus Parousia Pastores sofrem acidente e louvam a Deus até a morte Pedidos de Oração pensamento relativista e a desordem no mundo Perdão perseverança PL 122/2006 Plano de governo do PT PNDH-3 poesia Política e Religião Preconceito regional Predestinação presente de natal preservação do Meio Ambiente Profecias e cumprimento protesto contra o movimento LGBT no Brasil provérbios populares Páscoa pós-modernidade Quem é Deus quem é Jesus quem é o diabo Rachel Sheherazade fala sobre o carnaval Reavivamento espiritual reflexões reflexões bíblicas Reforma Protestante Refutando as heresias relativismo renúncia repórter critica o carnaval respeito respeito aos idosos respeito para com as mulheres Resposta a Sra. Riane seguidora do Jesucristo hombre Restauração espiritual Robert G. Ingersoll rótulos Sabedoria sala de aula Salvação santidade Sermões serviço cristão sexo e diálogo sexo e higiene pessoal sexo e romantismo sexualidade Soberania de Deus Soberba sobre o vício do crack Sociedade sociedade transformada sofrimento soldado ferido Síndrome de Machado Joseph Temas atuais Templo do Espírito Santo tentações Teologia Cristã Teologia da Prosperidade Teologia do culto Teologia urbana testemunho cristão tetelestai textos motivacionais tipos de preconceito Todos vão ser salvos? Top 10 Conectado na Bíblia Unidade da Igreja união homoafetiva aprovada pelo STJ veredas da justiça vida eterna violência doméstica volta ao primeiro amor Vontade de Deus Voto consciente vício em internet Wayne Grudem em João Pessoa/PB Wayne Grudem na Paraíba

Divulgue este Blog. Copie e cole o código em seu Site ou Blog



Copie e cole no seu website

Quantos estão conectados na bíblia hoje e agora: